LIVROS

LIVROS
CLIQUE SOBRE UMA DAS IMAGENS ACIMA PARA ADQUIRIR O DICIONÁRIO DIRETAMENTE DA EDITORA. AVALIAÇÃO GOOGLE BOOKS: *****

domingo, 7 de outubro de 2012

V – A cultura musical na política brasileira, a música da terra seca e a do barro vermelho.



 No Brasil, existe uma cultura musical eleitoreira que ora traz alguma coi=sa, ora nos entope os ouvidos mas cai no agrado do chamado populacho, a massa que Nelson Rodrigues se atrevia a chamar “ignara”. Infelizmente, não passamos perto dos norte-americanos, que pagam os compositores ou tomam músicas por empréstimo como forma de apoio político por parte de artistas de destaque.
Cururu
Curioso é que em Tatuí, cidade de uma rica tradição que fala direto com o povo – música caipira, cururu, moda de viola, seresta -, raiz que se entranha em toda a região, a maioria absoluta dos jingles empregados nessa última campanha foram baiões, xaxados, xotes... Nada contra, mas a Capital da Música precisa aproveitar mais a riqueza do som que emana de seu barro vermelho, que toca fundo os corações caipiras, do que o ritmo que vem da terra seca nordestina. Talvez na capital paulista, pelo enorme contingente de migrantes, ainda faça sentido. Mas para Tatuí fica, para uma próxima vez, minha sugestão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.