LIVROS

LIVROS
CLIQUE SOBRE UMA DAS IMAGENS ACIMA PARA ADQUIRIR O DICIONÁRIO DIRETAMENTE DA EDITORA. AVALIAÇÃO GOOGLE BOOKS: *****

sábado, 30 de junho de 2012

V - QUE LULA, QUE NADA! BUSH É QUE É ‘O CARA’! – A separação entre Igreja e Estado e o bravo piloto.

Bush – que em inglês quer dizer “arbusto” - se enchia de orgulho por ter ido à guerra como soldado (citando detalhes bastante questionados pela oposição, na campanha), assim como seu pai. E era com tom solene e ufanista que falava sobre seus feitos: “Eu estive na guerra. Eu criei filhos gêmeos. Se tivesse tido escolha, teria ido à guerra” (AP, 27/01/2002). Ainda sobre a carreira militar, em um “talk show” da TV, “Uncle” George se superou. A assessoria presidencial estava preocupadíssima com a igreja de Bush, uma certa derivação da Igreja Católica que ele havia infiltrado e instalado em plena Casa Branca. Marqueteiros também passaram a insistir diariamente que ele tinha de separar Igreja e Estado, aquilo logo iria se transformar em uma bomba nas mãos da oposição. “O Sr. tem de separar Igreja e Estado já!”, insistiam diariamente. 
Para estrear o novo estilo, ao ser entrevistado sobre a atuação de seu pai e a dele, como o mais jovem piloto da Força Aérea na guerra do Vietnam (também questionado à exaustão), perguntado sobre um acidente aéreo que ‘Bush Pai’ teria sofrido na II Guerra, George saiu-se com essa: “Sim, o avião foi abatido. Mas, graças a Deus, ele conseguiu saltar e montar seu bote inflável até que aparecesse auxílio”. O entrevistador então perguntou: “E o Sr. sabe em que ele pensava enquanto aguardava, naqueles momentos terríveis?”. Bush: “Pensava em Deus, no amor à nossa família e... na separação entre Igreja e Estado”. Fecha o pano. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.