LIVROS

LIVROS
CLIQUE SOBRE UMA DAS IMAGENS ACIMA PARA ADQUIRIR O DICIONÁRIO DIRETAMENTE DA EDITORA. AVALIAÇÃO GOOGLE BOOKS: *****

sábado, 1 de setembro de 2012

II – Os doutores da lei, a “pindura” e o código penal.

Faculdade de Direito do Largo de São Francisco

Mas nem tudo é tragédia em agosto: em um dia 11, em 1827, foram fundadas as duas primeiras escolas superiores de direito do país, sendo uma em Olinda e outra em São Paulo, o sempre reputadíssimo berço de grandes doutores do Largo de São Francisco, hoje parte da USP. No mesmo dia foi criado o Centro Acadêmico XI de agosto, um agrupamento estudantil de grande erudição do qual foram presidentes pessoas notáveis, bem como os mais recentes Aloysio Nunes Ferreira Filho, e Fernando Haddad. O Centro participou ativamente das lutas contra as ditaduras e de campanhas nacionalistas como “O Petróleo é Nosso”.
No lado irônico – claro, eram estudantes! -, criaram o “Dia da Pindura”, corruptela (algo como uma distorção da linguagem) para “pendura”, do verbo pendurar (“a conta no prego”, claro). O “Dia da Pindura”cai, claro, em todo 11 de agosto. (Curiosidade: há magistrados que entendem que o  “pindura” não é crime tipificado no Art. 176 do Código Penal. Diz a Lei: “é crime tomar refeição em restaurante, alojar-se em hotel ou utilizar-se de meio de transporte sem dispor de recursos para efetuar o pagamento". Ora, a estudantada tem como pagar, mas dá o calote “de farra”. Por conclusão, “pindura” só no 11 de agosto, fora dele, sem ter como pagar, é cana!).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.